Estamos todos velhos

Hoje tava pensando que anos terminados com "4" sempre trazem coisas impactantes. E né, 2014, muitas coisas importantes completando 10 e assustadores 20 anos. Fiz até uma listinha (com um bônus surpresinha agradável no final).



10 anos

Difícil aceitar que já fazem dez anos que Britney Spears tacou Toxic nas nossas fuças. Quem mais viu a estreia no Fantástico? Essa obra fez Britney alavancar ainda mais, e cravou pro mundo o símbolo sexual que ela já era. E o clipe continua maravilhoso, mesmo 10 anos depois.

Em Maio de 2004, o Green Day presenteou o mundo (desculpa, sou fã) com a delícia 'American Idiot'. Depois disso foram Grammys conquistados, VMA's dominados e todo mundo se identificando e botando trechos de Boulevard of Broken Dreams no status do MSN. 

Kill Bill Vol. 1 foi o filme que me fez achar o Tarantino um gênio maldito. Lembro o tanto que desejei o macacão amarelo da Kiddo, de como achei a história do filme meio louca, mas muito boa. Segue sendo um dos meus filmes favoritos.

Vou confessar que só assisti Meninas Malvadas em 2006, porque quando estava no cinema, minhas queridíssimas amigas foram assistir e não me chamaram. Fiquei tão insuportavelmente nervosa com isso, que peguei bronca do filme, peguei bronca das fofas, e demorei a assistir. Mas quando vi, achei uma coisa maravilhosa. Tipo de filme que molda caráter, sabe? Depois dei trabalho na escola com meus amigos na hora do recreio, mandando um 'YOU CAN'T SIT WITH US' quando um deles ia se sentar na mesa. Era uma difícil tarefa ser meu amigo no colegial.

Projeto solo da Gwen Stefani, Love.Angel.Music.Baby saiu todo pop, todo harajuku, todo diferentezinho, todo lindo. E já fez um ano. Quem lembra de Gwen toda Alice, com relógios e coelhos brancos? Eu lembro, e ainda amo.

20 anos

Friends faz vinte anos. Vinte anos. É estranho assistir o The One With Ms. Bing e pensar que aquilo foi há 20 anos atrás. E pensar que se tivesse continuado, estaríamos na vigésima temporada da série, com eles velhos, sem pique e com roteiro chato. Acabou na hora certa, eternizou.

Os anos terminados em "4" são bons pro Green Day. Em 1994, eles chutaram a coisa toda lançando o Dookie, álbum que eu considero uma utopia. Não tinha como esse álbum não fazer sucesso, ele foi criado pra isso, sabe? Adoro ele inteiro, acho incrível, acho que você deveria ouvir.

Se um filme incentiva processos, bom ele deve ser. Assassinos Por Natureza foi escrito pelo Tarantino, e dirigido pelo Oliver Stone, que levou um processo de pais de vítimas de um casal lunático que, como os protagonistas do filme, saíram por aí atirando em todo mundo. É um clássico pra mim, mas por favor, se você tiver tendência a ser meio louco, não assiste, vai ver Dirty Dancing.

Quem gosta de Meninas Malvadas? A tia aqui adora, já falei. Então que a Stella And Bow, lojinha que entrega pro Brasil (!!!!!!!!!!!) lançou uma coleção de jóias inspiradas no filme, em comemoração desses 10 anos dessa obra prima. Tá em pré-venda ainda, e os preços até que não são tão absurdos. Já escolhi minha peça favorita:


2 comentários

  1. OMG ve faz eu lembrar o quanto estou velha, Toxic é da minha época, e American Idiot tbm, rsrsrr

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Eu nem ouvia Green Day antes de American Idiot! Tô mesmo ficando velha, eu ainda estava na escola quando tudo isso surgiu...
    htto://thisiskeyko.com

    ResponderExcluir

Comentários sujeitos à aprovação.

Topo