Resenha da Naked Basics, da Urban Decay

Eu tava lendo os posts mais recentes desse blog e me assustei com tantos posts sobre maquiagem. Tá parecendo blog de beleza (não que eu tenha algo contra, mas não é minha coisa, entendem?). Mas vou ter que falar de novo, porque são coisas que eu quero falar, e esse é o espaço que eu tenho pra isso :)

Foto de http://luciafrangi.com
Faz um tempo que eu venho desejando incansavelmente a Naked Basics, paleta de sombras lindas da Urban Decay. Nunca vi tanta graça na Naked, nem na Naked 2 e nem na futura Naked 3. Eu não uso aquele monte de sombras e prefiro uma coisa mais básica.


A Naked Basics tem seis sombras, sendo quatro delas exclusivas.




O tamanho dela é ideal pra levar na bolsa, tem espelho e etc. Só achei que poderia ter um pincelzinho, né? Tudo bem que ela é a mais básica das paletas, mas não custa colocar um pincel pequenininho.

Pigmentação de cada uma delas é ótima. A cor é bem intensa, além de serem bem dia-a-dia e fáceis de combinar. 
Durabilidade é boa. Passei sem primer, sem nada (porque não tenho e ainda não criei coragem de comprar, às vezes uso corretivo) e não saiu, não fica criando pózinho e nem nada.
Preço dela é meio alto. Dói comprar no Brasil por R$149,00 e ver que nos Estados Unidos custa 27 dólares. Urban Decay e a Sephora US não entregam pra cá, então, tem que se contentar. Vale muito a pena investir, eu recomendo.

Nano Midnight Black

Foi no caixa que eu vi os nano lápis da Sephora, tudo por R$9,00. Achei muito simpático e resolvi levar, se eu detestasse só perdi R$9,00, se eu adorasse, encontrei um lápis bom por um preço baixo. Sempre usei os lápis da Avon, principalmente aquele com a outra pontinha esfumadora, sempre adorei ele. Mas o meu acabou e eu tava enrolando pra comprar outro.


Acontece que ele é muito bom! Cor bem forte, traço fininho e é bem tranquilo de passar. Dura bastante também, e sem borrar. 

Quem disse, Berenice?

Semana passada, depois de um bom tempo sem ir no shopping aqui de Guarulhos, fui e vi que abriram quiosque da Quem disse, Berenice? Fui fuçar e acabei comprando um pincel de esfumar (que eu passei a vida chamando de esfumaçar). Hoje, comprei um curvex, já que o meu tinha virado uma máquina capaz de arrancar meus cílios fora, e uma sombra branquinha, mais mate.


Ele é bem fácil de ~manejar~, além de ser todo bonitinho. Lembro da primeira vez que vi um curvex na vida. Minha avó me deu um, e eu achei que aquilo servia pra arrancar meu olho fora. Até eu aprender a usar direito, foram anos, sempre acabava beliscando minha pálpebra, ficava vermelha, inchava, eu guardava ele e nunca mais mexia. Esse meu que hoje virou uma arma, eu tenho há uns bons anos. Já troquei borrachinha, já prolonguei demais a vida útil dele. Chegou a hora de dar espaço pra um novo.

Sombra "Branquin" 

Achei as sombras da QDB? muito bonitinhas, e resolvi levar a Branquin, uma branca (óóóóó!).


Ela é pequenininha, é lindinha, a embalagem é uma coisa fofa demais, e a pigmentação é maravilhosa. Eu recomendo bastante, além de ter um preço bem legal (acho que foi R$19,90). Tem muuuuitas opções de cores, e os nomes são umas fofuras.

E o pincel, minha primeira compra da marca. Ele tá sujinho porque uso bastante, não reparem.


Eu gostei bastante dos produtos da marca, e tô pensando em pegar o blush e a base deles. Alguém sabe se é bom? 

Todos os produtos que postei aqui foram comprados por mim. Não ganhei e nem ganho nada das marcas :)

Agora voltemos à programação normal desse blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários sujeitos à aprovação.

Topo