Resenha "iCuatro!" + mudanças e Android atualizado


Hoje eu tenho assunto pra post! Não vai ser só post anunciando mudanças por aqui (na verdade até tem, mas o foco é outro!)

Green Day, depois de lançar três álbuns em menos de cinco meses, lançou o DVD iCuatro!, que mostra o making of dessa trilogia. É a primeira vez na carreira que eles convidam os fãs a acompanharem esse processo criativo.

Esse DVD foi um rolo. Primeiro, ele foi exibido, e que só quem comprou um box especial ia receber. Daí falaram que começar a vender em Março. Mas ele só seria comercializado nos Estados Unidos e região. Daí depois, começaram a vender na Europa. Nada de Brasil. Até hoje, não achei nenhuma loja brasileira vendendo o DVD. Depois de muito caçar em eBay e Amazon de todos os cantos do mundo, todos a preços absurdos, achei um link no Mercado Livre, de um argentino que vendia. Tava barato demais, e cheguei a desconfiar. Passei pro Dri, pra ele ver se rolava confiar, e ele foi e comprou pra mim. Foi no final do mês passado, e chegou essa semana, na segunda-feira. Deu certinho, porque acabou sendo meu primeiro presente de aniversário. E veio tudo ok, o DVD é original, veio lacrado e etc.

Depois de assistir ao iCuatro!, você acaba se sentindo íntimo da banda. O clima das gravações é tão bom, que parece que sua presença é uma honra, que te convidaram e querem muito que você faça parte desse processo tão íntimo. Além de mostrar as gravações dos três álbuns, o DVD acompanha os shows secretos que o Green Day fez em 2011 pra divulgar as músicas novas. Esse foi um dos maiores desafios da banda: mostrar pros fãs devotos um material totalmente inédito, sob risco de desaprovação. Difícil, já que só o fato de estar num show do Green Day, ainda mais um secreto e com ingressos limitadíssimos, já é por si só uma grande honra, o que vier é lucro. Mesmo com os insistentes pedidos da platéia por músicas antigas, a banda se manteve firme, apresentou músicas novas, e só depois relembraram sucessos antigos (no DVD, mostram a performance de Hitchin' A Ride). Billie Joe fala pra "esquecerem o passado, vamos viver no agora, no que está por vir", e ninguém discorda. A decisão de lançar uma trilogia veio depois da banda se dar conta de que haviam mais de 60 letras escritas, e que um álbum duplo não seria a solução. É a partir daí, que em um painel magnético, estão três colunas, e as músicas, em placas de imã, vão mudando de lugar constantemente. Dá pra imaginar Kill The DJ no iTré!? E See You Tonight no meio do iDos!, e não abrindo o álbum? E o tanto de músicas que foram deixadas de lado, tiveram seus títulos alterados, e que Amanda, uma das melhores do último álbum, quase ficou de fora da trilogia? É muito bom ver todo esse processo e imaginar como teria sido se aquela música tivesse ido para aquele álbum.
Uma coisa ótima de se ver, é a sintonia entre os integrantes. Entre uma sessão de gravação e outra, eles jogam ping pong, andam de skate, surfam, aproveitam pra dar um passeio, e conversam. Conversam muito, e como grandes amigos. Eu, como fã, fico feliz em ver que, além de trabalharem juntos, esses caras são grandes amigos, que se respeitam e se admiram. Pode ser isso que faça o Green Day ser uma banda tão boa, que continua jovem, mas sabe a idade que tem. E sabe da importância também.
Indico que, até quem não é fã da banda, mas gosta da ideia de poder ver um (nesse caso, três) álbum nascendo, que assista. Você vai acabar se sentindo parte da história deles.



Achei o DVD aqui, e deu tudo certo.

Opinião de fã: MEU DEUS QUE DVD GENIAL. GÊNIO. DEMAIS. Melhor DVD que eu já vi na vida, depois que terminou cheguei a aplaudir de pé. Hoje vim até trabalhar com camiseta do Green Day pra demonstrar orgulho. Tipo, tem nego que vem com camisa do São Paulo porque ontem ganhou, eu vim com a minha do GD porque eles me dão orgulho, pra mim ganharam, sei lá, a vida. Cada um com seu cada um. 

Mudanças aqui, bem simples
Ontem comecei a alterar, lá no fim da página, as tags de mais destaque. Eu sei que escrevi "Tags mais postadas", mas agora que me dei conta de que não é bem assim. Não é definitivo, ainda vou ver se acostumo com esses ícones, que peguei no iconfinder. Menos o ícone do Green Day, que é de um pacote de brushes que eu fiz há anos. Ainda tô pra adicionar mais tags, mas ontem o sono me venceu, deixa isso pra mais pra frente.

Atualização Android
Eu sou bem lenta pra coisas de celular, então, nem fui atrás de atualização do meu Android (que tava no 2.3). Só que o Dri comprou um celular igualzinho ao meu, e veio com o 4.2 Jelly Bean, e eu achei um desaforo sem tamanho essa situação. Depois de muitos tutoriais, muitas dores de cabeça, muitos dispositivos não reconhecidos e de ajuda do pessoal aqui do meu trabalho, consegui atualizar essa delícia. Alias, foi tão fácil que fiquei até nervosa de não ter conseguido antes. Foi pelo Kies, demorou menos de meia hora, e agora sigo feliz com meu Jelly Bean. Fiquei orgulhosa de mim, foi uma conquista desbloqueada!
Meu celular é o Galaxy SII Lite (Galaxy S Advance), e saiu a atualização pra ele em Maio.

:)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários sujeitos à aprovação.

Topo