"Eu não vivo a vida que queria viver"

Featuring - Trabalho.



Eu não vivo a vida que eu queria viver.

Eu gosto muito de onde trabalho, gosto das pessoas ao redor, gosto da minha profissão, mas não gosto do que eu tô fazendo. Ter um horário pra acordar, horas limitadas pra comer, não poder sair e ver a rua quando eu sentir vontade, isso não é pra mim.
Eu gosto muito, muito mesmo de trabalhar, não conseguiria viver parada. Mas eu gosto da liberdade, de poder terminar um projeto de madrugada, de, às três da tarde dar uma volta no quarteirão, encontrar uns cachorros e depois tomar um sorvete. Isso não deveria acontecer só aos finais de semana, aquele meu "tempo limitado" pra me divertir, descansar, resolver problemas e aproveitar como der. Eu quero aproveitar isso tudo sempre, quando eu tiver vontade, não quando alguém fala que eu posso. Poder, eu posso qualquer coisa. Mas eu sou acomodada, talvez você também seja. É muito mais fácil aceitar que tem que ser assim do que começar a mudar, fazer do seu jeito.
Eu queria viver rodeada de cachorro, com meu amor, fazendo meu trabalho, mas vivendo também. Indo num parque de tarde, procurar o milkshake perfeito no meio de uma semana com o sol lá fora, aproveitar tudo o que acaba passando tão rápido, enquanto tô trancada numa empresa só vendo o mundo por uma janela (e pelo Facebook), e passando pouco tempo com eu quero passar a vida toda.

"Mas todo mundo quer viver uma vida assim", e que bom saber disso. Será que alguém teve essa coragem? Se tiver, sério mesmo, me fala, mas você já tem minha admiração.

Eu sempre que vejo essas histórias de "fulano largou tudo e abriu uma empresa de doces", admiro demais a coragem, e penso se um dia eu conseguiria fazer o mesmo. Eu conseguiria sim, mas como começo? De onde tiro a coragem? Um dia, quem sabe, um dia.

Na foto, tirada do WeHeartIt, Califórnia. Minha linda Califórnia.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários sujeitos à aprovação.

Topo