Segundinha da Reflexão

Segunda é um dia tão chato que já começa mal: com S de Sookie Stackhouse. Zueras à parte, a minha vida é uma eterna espera pelo final de semana que dura pra sempre.



 Não entendam mal, eu sou muito, mas muito grata mesmo pelo meu trabalho, mas eu odeio muito, mas muito mesmo, ter horários pra tudo, ainda mais, ter que acordar cedo. Horário pra almoçar, horário pra pausa pra cafézinho, eu odeio muito isso, e além do mais, minha cabeça só funciona melhor à noite, na madrugada mesmo, com Castle dublada na TV e uma caneca com Coca do meu lado. Eu não funciono na pressão, na obrigação de ter que funcionar, e eu não gosto disso. Meu TCC da faculdade foi feito em uma semana, durante as madrugadas, e deu muito certo. Tenho isso como base, desde criança fui acostumada a dormir tarde, e na época de escola, eu ia dormir depois das 2 da manhã, pra acordar às 6:40, só pra conseguir assistir a reprise do '15 Minutos' na MTV. Antes ainda, quando comecei a estudar de manhã, na Segunda-feira eu só conseguia dormir quando Plantão Médico acabava no SBT (lá pelas 3h). E eu acordava bem no dia seguinte, justamente por isso: eu fui feita pra funcionar depois das 20h, e não antes.
Na verdade verdadeira, eu fui feita pra funcionar sob minhas próprias regras (e quem não?), e tenho graves dificuldades com horários de trabalho.

Eu gosto muito de trabalhar diretamente com computador, mas pra mim, computador combina com madrugada, com silêncio, com meu quarto, de pantufas.
Eu sou muito careta pra muitas coisas (pensamentos e afins), mas pra trabalho, eu sou mais descolada, mas eu preciso de silêncio, de ficar livre e à vontade, e preciso de Castle dublado ecoando.
Saudades de trabalhar ouvindo Castle.

Outra reflexão é pra mostrar o tanto que eu sou careta, idosa e com pensamentos do século XIX: o tanto que eu odeio, desprezo e tenho nojo de gente bêbada. Não, não digo quem sai e toma um a cerveja, que sabe o controle que tem sob si. É de gente que não descansa enquanto não cair no chão, enquanto não tiver infernizando os outros. Esse é um dos principais motivos que me faziam odiar ~baladas~.
Plus: gente que já é insuportavelmente chata sóbria e quando bebe, fica três vezes pior e desperta o Leatherface em mim.

E eu que nem sabia que ontem teve VMA? E eu que nem lembro qual foi a última vez que assisti à um VMA? E eu que acho que isso não aconteceu nunca, porque eu não tenho paciência pra premiações? Se um dia eu ganhar um desses, vou ser daquelas artistas chatíssimas que mandam vídeo agradecendo, duma varanda na Califórnia.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários sujeitos à aprovação.

Topo