Neuroses que são fases

Ninguém é perfeito (apesar de eu achar que a Gwen Stefani põe essa teoria abaixo), e sempre tem alguma coisa que a gente quer mudar no corpo. Eu tinha e ainda tenho algumas neuras, algumas eu deixei pra trás e outras eu ainda tento lutar contra. Vamos falar sobre neuras? Vamos, né?



A fase mais difícil na vida de qualquer pessoa, é a adolescência. Seu corpo tá mudando, não tem nada definido ainda, mas deixa eu te falar que fia, as pessoas são sádicas, as pessoas botam apelidinho (na minha época isso não era bullying, me perdoem) e suas neuras, que até então eram mínimas, se tornam prioridade na tua vida.

Eu tinha milhares, algumas eu ainda cismo, outras já superei mesmo que à força. É coisa que atinge todo mundo, até mesmo a minha musa Gwen Stefani, que ilustra esse post por estar chateada, e neuras nos chateiam. Aliás, foi ela quem me ajudou a superar muitas coisas, além das neuras (essas outras coisas são assunto pra outros posts).

Boca de Bozo
Nos meus 13 anos, meu apelido mais amável era Bozo. Sim, o palhaço. Por causa da minha boca, que eu já não era muito fã. Eu tinha vergonha de usar até brilho labial sabor framboesa, que eu adorava porque tinha glitter. Batom com cor então, eu bem que tentava, mas achava que ia ficar feio. Daí vi essa mulher usando e pensei que ai que se dane, eu vou usar porque quero ficar com essa boca, e num é que eu curti? Antes me policiava mais, usava de vez em quando, mas agora me libertei, uso sempre, ainda mais nesse frio, que a boca precisa estar hidratada e protegida mesmo. Mas de verdade, eu tinha um problema sério com a minha boca, e mesmo com milhões de pessoas falando que ter bocão é legal, eu achava que não era não. Hoje acostumei e vivo em paz com ela.

Pernas de saracura
Eu detestava ir pra escola de shorts ou de calça bailarina, justamente porque marcava demais minhas pernas. Usava calça de tactel, que era bem folgada (e bem mais confortável). E via meninas com pernas mais grossas e pensava PORQUE MINHAS PERNAS PARECEM BATATINHAS DO MC DONALD'S? Eu usava saia e shorts ~pra sair~ meio cismada, mas num curtia muito minhas pernas não, porque realmente são finas. Mas de uns tempos pra cá, comecei a pegar simpatia nelas, e acho que combinam comigo (já que eu sou quase uma anã). E pelo menos meu pé é pequeno (calço nº34), imagina ter essas pernas de flamingo calçando sei lá, 42?

Testa da Rihanna
Antes de me queimar e 'nossa mas porque que ela tá falando da Rihanna?', vejam isso. Viram? Eu achava que tinha essa testa, por isso, durante anos e mais anos, usei franja. De lado, franja certinha, franja desfiada, mas sempre uma franja. Só há uns dois anos atrás, resolvi me desfazer dela (eu tinha franja na época emo, então imaginem) e me prefiro sem. Na verdade, não sei como aguentei tanto tempo com aquele cabelo no olho. E ah, eu sei que não tenho a testa da Rihanna.

Minúscula
Essa neura eu deixei pra trás MESMO. Eu sou muito pequena, sempre fui uma das menores de todas as classes e sempre detestei isso. Eu queria ser alta, queria medir 1,70m, queria não ter que ficar na ponta dos pés pra alcançar um armário. Mas eu tenho uma alma de travesti, e eu sou apaixonada por salto alto, altíssimo, de 15cm e afins. Se eu tivesse 1,70m, eu ia parecer um personagem do Avatar, e eu não ficaria feliz com isso (nada contra vocês altas que usam altos imensos, mas eu não iria me sentir bem). Abracei minha altura, adoro usar meus saltos e sigo feliz.

Essas pequenas neuras todo mundo tem, e ultimamente eu andei implicando com o tamanho do meu nariz, e achando ele pontudo. Abracei minhas neuras, comecei a ver lado positivo nelas e hoje me sinto bem melhor. Faça o mesmo! ;)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários sujeitos à aprovação.

Topo