Cabelos coloridos e seus cuidados

Ter cabelo colorido é vontade pra muita gente. Eu já tive minha fase, passei por várias cores e por todas as desgraças que é cuidar dos fios. Mesmo fazendo muito tempo desde a última vez que pintei tudo, ainda lembro dos cuidados, da manutenção e de tudo. Vem comigo que eu vou te ensinar a ter um cabelo maravilhoso.



Lembro que as tintas costumavam ser bem caras, e eu era novinha demais e não trabalhava, então, era mamãe quem me ajudava nessa (ela inclusive tingia meus cabelos). Eu tava numa época onde eu queria ser a Gwen Stefani, então cismei com o cabelo rosa. Mas meu cabelo é castanho escuro, então, teve que descolorir. Como era a primeira vez que eu tava passando por esse processo, ardeu bastante, os olhos ficam lacrimejando, mas passa. Não lembro direito se demorou muito até começar a descolorir, mas deve ter demorado, porque meu cabelo era bem escuro e nunca tinha sido tingido. Eu não pintei ele inteiro, peguei só a "parte de cima" do cabelo, deixei as pontas na cor natural, queria que ficasse um contraste do rosa com o preto. A tinta que eu usava era a Italian Color, que na época conseguia com a minha tia, que era cabeleireira. Não era muito barata, mas era mais em conta do que a Jeans Color, que ainda é vendida e ainda é carinha. Depois de três lavagens, a tinta começava a desbotar. Sei que com a Jeans Color, é a partir disso também. Infelizmente, essas tintas com cores fantasia desbotam muito mais rápido, e você acaba ficando com o cabelo platinado. Eu me detestava loira, sou muito branca, eu ficava bem pálida, então sempre tinha mais tinta pra recolorir. Lembro que o cheirinho da Italian era ótimo, não sufocava e nem fazia passar mal. E depois, na hora de lavar depois que a tinta pegava, além de manchar algumas toalhas, o banheiro parecia uma cena de Dexter, porque o rosa era bem forte, parecia sangue.

Meu cabelo era curtinho, por isso era bem mais fácil de cuidar. Com o comprimento que meu cabelo tem hoje, eu não teria metade da paciência e da dedicação.

Depois de um tempo com o rosa, eu enjoei, e resolvi pintar de verde. O problema é que eu nunca vou lembrar o nome da tinta, mas lembro que era um verde marca-texto, que também tinha um cheirinho bom.

Depois, ainda tive as pontas do cabelo laranja e azul, e depois sosseguei. Era muito complicado cuidar do cabelo colorido, só usava shampoo sem sal. Depois de testar vários, cheguei ao Redken, que além de ser extremamente cheiroso, nutria os cabelos e prolongava a cor.
Na hora de secar, eu sempre optava pelo secador, não passava chapinha. Já estava agredindo demais meus cabelos, e chapinha ia ser um soco final, então, eu fiquei um bom tempo sem.

Mesmo com todos esses cuidados, o cabelo fica seco, então é legal você procurar algum tipo de hidratação (em salão ou em casa mesmo). Eu passava um produto da Elseve que eu não sei se ainda é produzido, porque nunca mais vi. Era um creme anti enxague especial pra cabelos tingidos.

Hoje em dia, além da Jeans Color, tem a Special Effects, a Exotic, e a Keraton Hard Colors (que eu já usei e recomendo, o azul deles é lindo). Essa última é bem baratinha e mais fácil de encontrar em perfumarias. Na época paguei cerca de R$20,00, e não maltratou meu cabelo.

Pra aprender como descolorir os cabelos, esse site explica direitinho e com fotos. É um processo bem simples, mas exige tempo e paciência. Mas o resultado fica ótimo e eu recomendo (não mais pra mim né, 21 anos nas costas, num pega mais bem eu com as madeixas coloridas, né?!)

Uma alternativa pra quem não quer aplicar tintura aos cabelos ou descolorir, são os Giz de Cores. No eBay eles são bem baratinhos, aqui ó. Eu nunca testei, mas várias pessoas (inclusive famosas) usam.

Algumas inspirações, que peguei no We ❤ It, de cabelos com mais de uma cor. Queria eu ter de volta a coragem, paciência e a idade pra fazer essas coisas ahahahaha.
E ah, posso pedir um favor pra vocês? Nunca, mas nunca mesmo, usem anilina ou violeta genciana pra tingir? Já cansei de ver cabeleireiros e até mesmo médicos falando do mal que isso causa.

Eu aconselho tingir em casa, já que sai bem mais barato e não é nada difícil de se fazer. Boa sorte! ;)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários sujeitos à aprovação.

Topo