Acorda, menina!

A verdade pode ser cruel, mas é o que te faz seguir em frente.

Oi, menininha de 15 anos. Esse meu post é, principalmente, pra você. Eu já tive a sua idade, já passei pelos seus conflitos e já encarei decepções que a minha idade não deveria ter de encarar. Já sofri com pessoas que prometeram nunca me fazer ficar triste, já quis matar alguém por ser tão idiota com uma amiga tão querida e já pensei que só eu passei por isso tudo. Mas não é assim. Todos nós passamos por inúmeras situações, muitas delas nem um pouco prazerosas, e sempre acabamos nos iludindo de alguma forma, talvez pra amenizar o sofrimento, com algumas coisas. Parte desses culpados são os livros, os filmes, as músicas e as revistas teen. Vou exemplificar expondo uma situação, então vou apontar o que a revista/livros/cultura pop te indicaria, e logo abaixo terá o meu conselho, ponto de vista, como você quiser chamar.

Situação: Você gosta de um menino. Você é linda, simpática, agradável, já fez de tudo pra ele notar seus sentimentos, notar sua existência, e nada dá certo. Ele simplesmente finge que você não existe, e ainda tasca beijos em mocinhas bem na sua frente. Você, no alto de seus 15 anos, acha isso a maior tragédia, e fica deprimida.

O que a revista sugere: Não desista! Persiga o gato até conseguir o que quer! Ele provavelmente faz isso pra chamar sua atenção, mas gosta sim de você. Depois, fique com o amigo dele na frente dele, só pra ele sentir como é bom ser trocada. Arrase no look, apostando em decotes, saias bandage e um belo salto. Você consegue!

O que eu sugiro: Amada, esquece isso. Você já fez o que poderia ser feito, mostrou como é linda inteligente, legal, mas ainda sim o cara beija garotas na sua frente? SEGUE A VIDA. Ele não gosta de você, pois se gostasse, não faria sacanagens. Tenha amor próprio, se respeite acima de tudo, seja você e, principalmente, não seja babaca igual a ele. Nunca.

Vale lembrar que: se conselho fosse bom, seria vendido. O que eu escrevi acima é só pra ninguém seguir revista, filme, livro, música da Taylor Swift como se fosse cartilha. Revistas são feitas para gerarem dinheiro, filmes são remakes baratos, livros são ficção e a Taylor Swift tá mais rodada do que saia de baiana em desfile no Anhembi.


Mariane, euzinha, já me decepcionei com muita gente, mas aprendi com isso tudo. Recomendo ouvir o Tragic Kingdom, CD do No Doubt pra ouvir quando se está decepcionado, e depois ouve Fighter - Christina Aguilera pra comemorar que tá tudo bem.

Um comentário

Comentários sujeitos à aprovação.

Topo